Review da Pochete Flash Belt da Camelbak

Review da Pochete Flash Belt da Camelbak

A pochete Flash Belt da CamelBak é um acessório voltado para esportes outdoor de curta duração e que necessitem de uma rápida hidratação. Confeccionada em malha leve e respirável, ela se adapta bem ao corpo, seus bolsos têm tamanhos consideráveis e ainda de quebra vem com uma garrafa Peak Fitness Insulated de 500ml.
Flash Belt Camelbak

Informações Técnicas

  • Peso: 170 gramas (pochete) / 273 gramas (pochete e garrafa vazia)
  • Material: Nylon
  • Cor: Preto, azul ou vermelho
  • Indicada para corredores, ciclistas e praticantes de outras atividades outdoor de curta duração

Utilização / Testes da Pochete Flash Belt

A pochete Flash Belt foi criada para atender corredores, mas é um acessório versátil, tenho utilizado ela para treinos de corrida na cidade, para alguns pedais e até para algumas trilhas curtas de bate e volta na montanha. Ela vem acompanhada de uma garrafa Peak Fitness Insulated que fica bem presa na parte de trás, mas por ser apenas de 500ml, o ideal é utilizar em atividades mais curtas ou então com pontos de água pelo caminho.

A pochete possui dois bolsos na cintura, no lado direito ele é aberto e elástico, seria para colocar um celular, mas como hoje em dia o tamanho dos celulares vem aumentando, não são todos os modelos que cabem ali, no meu caso acaba sendo um bolso que fica vazio o tempo todo, já tentei levar o celular em pé ali, mas ele cai.

Bolsos da Pochete Flash Belt

Já no lado esquerdo, o bolso é fechado e tem um tamanho considerável, para ter noção, consigo levar uma câmera mirrorless e as chaves de casa nele (dentro existe um clipe para travar as chaves). Até cabem coisas maiores dentro do bolso, mas ai o volume incomoda na cintura e atrapalha o movimento do braço.

A fivela na barriga possui uma boa margem de ajuste, servindo tanto para quem é magro como eu ou para quem é mais gordo, no meu caso sobra bastante fita, mas nos dois lados tem um elástico para prender essa sobra e não atrapalha em nada.

A garrafa fica bem estável no suporte que fica localizado na parte de trás da pochete, mesmo correndo, ela fica bem travada e é bem fácil de pega-la, já não posso dizer o mesmo na hora de colocar de volta, tem que pegar o jeito para colocá-la no suporte quando você esta em movimento, na verdade, quando você esta correndo, porque na bike é bem tranquilo.

Eu não sei dizer se isso é um ponto negativo, acho que é prática mesmo ou sou eu que não tenho uma boa coordenação motora enquanto corro. 🙂

Pochete Flash Belt

A garrafa Peak Fitness Insulated que acompanha a pochete, possui parede dupla de espuma, o que garante um isolamento térmico e mantém o líquido interno mais frio pelo dobro do tempo das garrafas convencionais, sua capacidade de 500ml deixa ela compacta, então além de usa-la em conjunto com a pochete, acabo usando no dia a dia e na academia também.

Se você busca uma pochete de hidratação para suas atividades esportivas, a Flash Belt é uma bela opção. Sua capacidade de 500ml limita a distância/duração da atividade, eu consumo isso tranquilamente em pouco tempo dependendo das condições climáticas (aquele sol de rachar por exemplo), mas também se a capacidade fosse maior, provavelmente ficaria desconfortável nas costas e instável durante as corridas. Ela é confortável e com um bom espaço para carregar umas “tranqueiras”.

Pontos Positivos: Conforto, peso, espaço interno dos bolsos e acompanha uma garrafa com paredes duplas para manter o líquido frio por mais tempo.

Pontos negativos: Devido ao suporte da garrafa estar localizado na parte de trás dela, é preciso de um pouco de prática para voltá-la no lugar certo enquanto corre, depois que você pega o jeito, isso deixa de ser um “problema”.


Gostou deste vídeo?

Qualquer dúvida é só deixar um comentário abaixo ou entrar em contato. Até breve!

AuthorTiago Borges

Um paulistano morando aos pés da Serra da Mantiqueira, formado em Administração e Turismo, proprietário de uma empresa de desenvolvimento de software, guia de turismo, montanhista, mochileiro, criador do blog Fé no Pé e que gosta de pensar que sabe escalar e pilotar em rallys de regularidades.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *