Dúvidas sobre Redes para Trekking

Dúvidas sobre Redes para Trekking

Redes para Trekking estão sendo cada vez mais usadas em todo o mundo. Aqui no Brasil, o número de adeptos também vem crescendo, mas ainda estamos longe de outros países quando falamos da quantidade de usuários e da disponibilidade de marcas e modelos.

Uma dúvida frequente de quem começa a utilizar este tipo de abrigo é em relação a como evitar o frio que vem de baixo.

Ainda é estranho para as pessoas entenderem que, para dormir numa rede, em um local frio, é fundamental o uso de um Isolante Térmico (mais comum) ou de um UnderQuilt (este, é raro encontrar alguém usando no Brasil).

Por que precisamos de um Isolante Térmico quando dormimos em uma Rede de Trekking?

O conceito é o mesmo de quando estamos dormindo numa barraca: ao entrarmos no saco de dormir, o peso de nosso corpo expulsa o ar do enchimento (pluma ou fibra sintética) do saco de dormir. Desta forma, a eficiência térmica desta parte é mínima e nosso corpo fica sujeito à perda de calor por convecção (isso, na rede. No chão, perdemos calor por condução).

Desta forma, é fundamental o uso de um isolante térmico. Ou seja, teremos a rede, o isolante térmico e o saco de dormir (com você dentro!)

O que é um UnderQuilt?

Talvez você já tenha assistido algum de nossos workshops sobre Sistema de Dormir. Se ainda não assistiu aproveita e dá uma olhada no vídeo da Palestra sobre Sistema de Dormir do 1º Congresso Online de Trekking. Sempre mostro meu Quilt, que é a metade de cima de um saco de dormir (uma espécie de manta). Os adeptos ao Trekking Light e Trekking UltraLight normalmente usam este equipamento no lugar do saco de dormir. E, no caso das Redes para Trekking, existe o conceito do UnderQuilt, ou seja, um Quilt que fica por baixo da rede.

Neste sistema, temos o UnderQuilt, a rede, você e o Quilt. É quase como se passássemos a rede por dentro do saco de dormir. Assim, conseguimos criar e manter o microclima à nossa volta!

Sistema Modular de Rede

As redes para trekking geralmente são redes mais técnicas. São mais leves do que as redes recreacionais, mas o grande diferencial é por serem modulares. Geralmente, um kit completo de rede é composto por:

  • Rede
  • Sistema de Fixação (que podem ser cordeletes)
  • Tarp (toldo)
  • Mosquiteiro
  • Gear Sling (porta-equipamentos)

 

Não existe necessidade de uso de todos os itens. Os primordiais são a rede, o sistema de fixação e o tarp. Claro que se você for para um local com muitos mosquitos ou insetos, o mosquiteiro passa a ser um item indispensável.

No Brasil, as marcas que possuem redes modulares são Armadeira, Kampa (ambas nacionais) e Sea to Summit (australiana).


Gostou deste vídeo?

Qualquer dúvida é só deixar um comentário abaixo ou entrar em contato. Até breve!

AuthorPedro Lacaz Amaral

Praticante de atividades ao ar livre desde 1990, sempre teve espírito aventureiro. Formado em Administração com especialização em Marketing e Business Inteligence, Pedro, junto com Kiko Araujo trouxe em 2001 a Deuter para o Brasil e atualmente é sócio da Proativa, empresa que faz a gestão das marcas Azteq, CamelBak, Deuter e Sea to Summit no Brasil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *