Dicas para Escolher uma Lanterna de Cabeça (headlamp)

Dicas para Escolher uma Lanterna de Cabeça (headlamp)

Escolher uma lanterna de cabeça (headlamp) não é algo fácil, pois a variedade de marcas e modelos disponíveis no mercado é enorme.

A quantidade de LEDs geralmente é confundida com qualidade em uma lanterna de cabeça, ou seja, muitos pensam que quanto mais LED, melhor. Mas, isto está longe de ser verdade.

A idéia aqui é explicar um pouco sobre o que devemos levar em consideração na hora de escolher uma lanterna de cabeça, com destaque para dois pontos principais:

1- Refletor e Lente
2- Número de LEDs

De forma resumida, para que uma lanterna seja eficiente, o conjunto de Refletor e Lente deve ser projetado para que a luz emitida pelo LED seja canalizada para frente, não perdendo assim parte da luz que, em lanternas menos técnicas, acaba se dispersando.

Refletor: É a parte metalizada que fica em volta do LED. Geralmente, possui superfície polida para refletir a luz emitida pelo LED. Porém, como podemos ver na ilustração abaixo, uma grande quantidade de luz é dispersa e sem foco. Desta forma, mesmo tendo um LED com grande potência luminosa, a lanterna de cabeça (ou lanterna de mão) passa a não ser tão eficiente.

Lente: Tem por objetivo concentrar o feixe de luz, fazendo com que seja emitido em uma direção. Muitas lanternas possuem apenas um plástico transparente na frente, sem função de lente. Desta forma, os feixes de luz continuam saindo dispersos. De qualquer forma, uma lanterna com uma boa lente não é suficiente. É fundamental que exista refletor e lente trabalhando em conjunto, pois apenas com a lente, a luz emitida para as laterais é perdida.

Colimador: Sistema que integra refletor e lente, fazendo com que toda a luz emitida seja direcionada para frente. Desta forma, a lanterna de cabeça (ou lanterna de mão) tem eficiência máxima.

Refletor x Lente x Colimador: Diferenças em uma Lanterna de Cabeça

Já o número de LEDs de uma lanterna de cabeça não necessariamente indica que uma lanterna é melhor ou pior. É preciso saber qual a potência luminosa de cada LED. Na prática, os fabricantes vão indicar o valor de Lúmens, que é a unidade e medida de Fluxo Luminoso. Quanto maior a quantidade de lúmens, maior o fluxo luminoso e, consequentemente, mais potente é a lanterna.

Lanternas de cabeça e lanternas de mão são temas bem amplos e, em breve, vamos aprofundar em outros artigos e vídeos.


Gostou deste vídeo?

Qualquer dúvida é só deixar um comentário abaixo ou entrar em contato. Até breve!

AuthorPedro Lacaz Amaral

Praticante de atividades ao ar livre desde 1990, sempre teve espírito aventureiro. Formado em Administração com especialização em Marketing e Business Inteligence, Pedro, junto com Kiko Araujo trouxe em 2001 a Deuter para o Brasil e atualmente é sócio da Proativa, empresa que faz a gestão das marcas Azteq, CamelBak, Deuter e Sea to Summit no Brasil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *